Celebre a Páscoa sem remorsos

Para qualquer chocolátra a Páscoa é um verdadeiro desafio no qual os famosos Ovos da Páscoa são uma tentação inevitável. Muitas vezes recheados com surpresas, estes ovinhos, símbolo de nascimento e vida, estão relacionados com a Páscoa que é comemoradaOvos da Páscoa pelos povos cristãos, pela representação da Ressurreição de Jesus Cristo, com a esperança de uma nova vida.

O costume de presentear as pessoas com ovos é antigo e muito comum nos povos que habitavam a região do Mediterrâneo, do Leste Europeu e do Oriente. Nessa altura aquando da chegada da Primavera eram realizadas festividades nas quais os ovos eram cozidos e depois pintados com desenhos alusivos às plantações que iam então iniciar. A esperança de fertilidade do solo e de abundantes colheitas, eram representadas com a troca de ovos coloridos.

Esta arte de pintar ovos para posteriormente presentear, passou também para as festividades cristãs, onde se desenhavam imagens de Jesus e de Maria, passando a representar o nascimento e a vida, simbolizando a Páscoa, com a Ressurreição de Jesus Cristo. Muitas culturas mantêm essa tradição até os dias de hoje.

Ao longo dos anos, os ovos de chocolate foram entrando nas tradições deste período de festas na Semana Santa e hoje em dia é bem comum oferecer um ovo da Páscoa de chocolate no domingo da Ressurreição.

Na opinião da nutricionista Rita Seno Valentim, do GymnasiumNutrição Olhão, o chocolate é uma tentação difícil de resistir para muitos de nós, principalmente em épocas festivas, como a Páscoa, em que tudo parece ter chocolate. Nas amêndoas, nos ovinhos e agora também nos folares o chocolate faz as delicias da maioria. Mas também se pode tornar um pesadelo para quem está a seguir um plano alimentar mais restrito, ou para quem por algum problema de saúde o deve evitar. Especialmente para estas pessoas deixo algumas dicas de como comer um pouco de chocolate sem culpa.

Primeiro há que escolher o tipo de chocolate. O mais saudável é aquele que tem uma percentagem de cacau acima dos 60%, por ter menos açúcar adicionado e por ser rico em anti-oxidantes. Aqui já estamos a excluir o chamado chocolate branco que de chocolate tem apenas o nome. De entre os chocolates considerados amargos ainda temos os simples e os combinados com frutos secos ou cereais. Se a nossa ideia é cortar nas calorias a ingerir então vamos escolher o simples.

Escolhido o tipo de chocolate devemos agora ter em atenção a quantidade e a altura do dia em que o vamos consumir. A quantidade não deve ultrapassar os dois ou três quadradinhos. Quanto à altura do dia devemos dar preferência ao período antes do exercício físico, como uma corrida ou uma aula de zumba. O chocolate dá-nos energia que podemos gastar num treino deste género. Ou consumi-lo após o almoço como sobremesa, aqui saciamos a vontade do doce e acabamos por comer uma porção mais pequena porque já ingerimos uma refeição.

De forma resumida, podemos consumir uns quadradinhos de chocolate sem culpa e ainda beneficiar das suas propriedades anti-oxidantes, do seu poder energético, do seu teor em minerais e da sua capacidade de nos proporcionar bem estar.

Para quem tem se quer aventurar nas artes de fazer ovos de chocolate,  aqui ficam algumas ideias bem engraçadas e saborosas.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s